Nota de pesar – padre Léo Persch

É com pesar que a Universidade Católica de Pelotas (UCPel) comunica o falecimento do padre Léo Persch. Também atuou como secretário e professor de diversos cursos da UCPel entre os anos de 1959 e 1996. 

O velório ocorre nesta segunda-feira (21), a partir das 13h, no Santuário Nossa Senhora de Guadalupe. Haverá Missa de Corpo Presente, às 15h, com transmissão pela página da Arquidiocese no Facebook.

Padre Leo nasceu em 28 de agosto de 1926, na cidade de Bom Princípio.  Foi ordenado sacerdote em 20 de abril de 1952, por Dom Antônio Zattera. Foi professor no Seminário São Francisco de Paula, na UCPel, secretário do bispado e atuou nas Paróquias de Jaguarão e Hulha Negra, ainda na década de 1950.

Em 1964, assumiu, a pedido de Dom Antônio Zattera, o posto de Capelão Militar nas guarnições de Pelotas, Rio Grande, Jaguarão e Santa Vitória do Palmar. Tal função foi desempenhada até o ano de 1968. Ainda, entre os anos de 1956 e 1957, foi pároco da Catedral São Francisco de Paula. De 1986 a 1988, na Paróquia Senhor Ressuscitado (Areal).

A partir de 1987, foi um grande benfeitor do Santuário Nossa Senhora de Guadalupe (Cascata), dedicando valiosas quantias para a edificação das dependências do Santuário. Ainda, até maio de 2011, foi capelão do Asilo de Mendigos de Pelotas, realizando atendimento espiritual e celebrando diariamente a Santa Missa.

Em agosto de 2011, com a saúde debilitada, passou a residir com seus familiares, diáconos José Inácio e Sandra Persch, no distrito de Monte Bonito.